quinta-feira, 7 de outubro de 2010

O que sentimos ao pintar ao som da música…


Ao ouvir a primeira música, pintei rapidamente, fazendo uma curva para ali outra para acolá e ficou muito giro.
Na segunda música, parecia que ouvia pingos de chuva a caírem, então pintei lentamente. Fiz uma pintinha, um risco, um quadrado e riscos à volta uns dos outros. Também ficou muito giro.
Madalena Frazão
Eu senti alegria e diversão ao pintar, ao mesmo tempo que ouvia música, porque nunca tinha feito aquilo.
A pintura ficou gira porque tem formas geométricas e riscos, ficou abstracta.
Carolina Rodrigues

Quando o professor Vítor pôs a primeira música, que tinha um zumbido, fez-me lembrar uma abelha atrás de um menino.
Depois, a segunda música, fez-me lembrar gotas de chuva a cair e um recital de piano.
Quando estava a pintar, senti que estava a fazer uma obra de arte abstracta.
Raquel Reis


Na primeira música, parecia que ouvia um zumbido a ir atrás de um menino de um lado para o outro. Senti vontade de pintar com força.
Na segunda música parecia que sentia bolinhas a caírem e a voarem…
Eu pintei como se bolhas, estivessem a cair no papel.
Sofia Martins

Eu senti que era um pintor famoso, porque parecia que estava a fazer uma obra de arte, à frente de milhares de pessoas.
Quando acabei a minha obra, parecia que ia morrer miseravelmente porque senti-me como um velhote.
João Mugeiro

Quando comecei a pintar, senti alegria, confiança e senti-me como um pintor.
Quando ouvi a primeira música, parecia que uma abelha estava a tentar picar um menino, mas também parecia uma mosca a voar.
Francisco Ventura

Na primeira música, parecia que senti uma mosca e duas abelhas atrás de cinco meninos e seis meninas, depois as duas abelhas e a mosca desistiram e foram embora.
Na segunda música, parecia que muitas pingas de chuva estavam a cair e também parecia que bolhas de sabão estavam a rebentar.
Eu senti-me bem quando estava sentado, quando estava a dançar e a pintar.
Alexandre Queiroz

Quando estava a ouvir a música, parecia que uma abelha estava a perseguir um menino em movimentos circulares e que ele ia contra uma árvore. A abelha não o conseguiu apanhar, porque também foi contra a árvore.
Ao som da música pareceu – me que ia derreter.
Rita Assunção

Eu senti que a música fazia o coração dar um pulinho, porque a primeira melodia era muito barulhenta e forte. Na música lenta e suave senti-me mais calma e com um pouco de imaginação, parecia que estava a flutuar.
Enquanto pintávamos, a nossa pintura crescia cada vez mais, tal como nós vamos crescendo sempre.
Na música calma, parecia que estava a chover e que bolhas de sabão rebentavam.
Carolina Fernandes

Quando ouvi a primeira música, parecia um polícia a andar atrás dum ladrão ou um palhaço a correr no circo. Depois o Vítor desligou a música e nós fomos pintar no papel. Pintei com verde, azul e vermelho.
A segunda música parecia um menino a chorar junto a um lago.
David Xia

A música era rápida, e parecia-me que havia um palhaço a dançar em círculos e um homem a tocar trompete.
Na música mais lenta, ouvi um piano, um violino e pareceu-me ver estrelas a brilhar e a chuva a pingar suavemente do céu.
Manuel Costa

Quando ouvi a primeira música, parecia que eram muitos instrumentos musicais a tocarem e que uma vespa ia atrás duma pessoa.
Quando ouvi a música lenta, parecia uma pessoa aborrecida. Também me parecia que estava a chover.
Eu gostei quando pintámos ao ritmo da música.
Tomás Bettencourt

Quando comecei a pintar, senti-me bem, feliz, alegre e também nervosa.
Quando acabei de pintar, sentei-me no chão e ouvi outra música. Essa música fez-me lembrar coisas calmas, divertidas e tristes.
Quando fui pintar outra vez, senti-me calma e feliz. Eu imaginei uma menina a chorar e uma das lágrimas caiu na bolha de sabão e rebentou-a.
Eu gostei de pintar com a música a tocar. Senti-me bem.
Maria Cercas

Ao ouvir a primeira música, senti um zumbido forte, e lembrei-me de uma mosca a voar.
Ao pintar, senti vontade de desenhar linhas curvas, muitas curvas.
Ao ouvir a segunda música, lembrei-me das ondas do mar. Pintei pintinhas e curvas, muitas curvas.
Rita Benedito

Ao ouvir a primeira música, parecia que ouvia uma abelha que queria picar uma pessoa.
A segunda música, parecia uma menina a fazer bolinhas de sabão ao pé de mim e as bolinhas rebentavam.
Gostei muito de desenhar com tinta no papel, porque quando estava a pintar parecia que uma abelha estava ao pé de mim.
Catarina Martins

Ao pintar, parecia que estava nas nuvens e que estava no espaço a flutuar.
Na primeira música, parecia que uma abelha estava a correr atrás de um menino.
Martim Cabrita

A primeira música parecia uma mosca a voar muito rápido.
E a segunda parecia bolas de sabão a rebentarem.
Eu senti-me feliz porque estava a gostar de ouvir a música e de pintar.
Bárbara Fernandes

Quando ouvi a música, parecia que um menino estava a correr e ia contra uma árvore, onde estava um cão sentado numa forquilha. Quando chocou contra a árvore, esta caiu em cima da forquilha e o cão voou.
Alexander Humphries


Informação da professora:
A primeira música que ouvimos foi “O voo do moscardo” de Rimski-Korsakov.
Fizemos a primeira pintura ao som de “Badinerie” de Bach e a segunda, ouvindo Chopin, “Nocturno em Mi menor”.


1 comentário:

  1. Gostei do vosso texto fantastico.
    Cristiana.

    ResponderEliminar